Anunciar no Google ou no Facebook?

Anunciar no Google ou no Facebook?

Grande parte das pessoas que começam a vender pela web tem bastante dúvidas tipo, por onde começar anunciar seu negócios no mundo digital?

Como temos duas grandes plataformas nesse seguimento, atualmente, o Facebook Ads e o Google Adwords, é muito comum que a indecisão apareça. Nesse momento, surgem perguntas como:

  • Qual plataforma trará melhor resultado para o meu tipo de negócio?
  • Qual a diferença entre o Facebook Ads e o Google Adwords e o que levar em consideração na hora da escolha?

Na realidade, apesar de muita gente achar que não, há sim muitas diferenças entre as duas plataformas, apesar delas serem usadas para, basicamente, a mesma finalidade, anunciar.

Nós, da J5 Marketing, sempre dizemos que a melhor forma de alavancar o seu negócio quanto às campanhas digitais é ver as formas de anúncios como plataformas de investimentos onde, não se investe tudo em um único ativo, mas sim, diversifica a carteira para poder mensurar qual está lidando um retorno satisfatório.

Isso porque você consegue cobrir um campo maior de possibilidades, atingindo potenciais clientes nos mais diferentes momentos do processo de consumo.

A questão que queremos apresentar nesse conteúdo é muito séria e importante, afinal, conhecer as diferenças entre o Facebook Ads e o Google Adwords pode lhe ajudar a criar campanhas melhores, mais direcionadas e, consequentemente, atingir resultados de alto nível.

Não se esqueça! Mais importante que saber qual é a melhor ferramenta para o seu negócio é ter o conhecimento de como utilizar o melhor delas para cada tipo de estratégia que você irá desenvolver através de anúncios de links patrocinados. Ok?

Então, vamos conhecer as 3 principais diferenças entre o Facebook Ads e o Google Adwords.

1 –  Base de Segmentação

Antes de tudo, é imprescindível deixar claro que ambas as plataformas tem excelentes soluções no quesito segmentação, não se preocupe com isso.

A grande diferença nesse caso é que enquanto o Facebook Ads trabalha, principalmente, com perfis de usuários, ou seja, idade, sexo, localização… O Google Adwords trabalha com palavras-chave.

Você pode querer dizer:

  • “Ah, mas eu sei que o Adwords também segmenta por cada uma dessas funções do Facebook Ads!”.

Sim, você está certo. Só que são módulos diferentes, pois como dissemos, a base é fundamentada na palavra-chave.

Você pode até aplicar as configurações de segmentação por idade, por exemplo, mas isso servirá para que o seu anúncio só seja exibido para usuários de X idade que procurar por sua palavra-chave. Entendeu?

Por exemplo:

  • Vamos imaginar que você anunciou um relógio e sua loja só entrega em Fortaleza.
  • Então, com base no seu público, você segmentou por localização, indicando ao Google Adwords que o seu anúncio só poderia ser acionado por usuários de Fortaleza.
  • Por isso, toda vez que um potencial consumidor de Fortaleza-ce digitar: “relógio” no Google, seu anúncio poderá ser exibido a eles.

Já no Facebook, às coisas funcionam um pouco diferente, por exemplo:

  • Imaginemos que você anunciou o mesmo relógio através do Facebook Ads.
  • E você usou a segmentação por localização.
  • Nesse caso, se o usuário tiver alguma ligação com o tema do seu anúncio, seja no perfil ou nas páginas que ele curte e for de Fortaleza-ce, seu anúncio poderá aparecer.

Compreendeu? Se não, presta atenção nesse trecho abaixo.

O Facebook trás o anúncio até você, tipo “aquele carinha que passa na sua frente, na praia vendendo queijo assado na brasa”, você só decide que quer, porque viu. Anúncios no Facebook funcionam basicamente com esse princípio.

Já o Google, é você quem vai atrás do produto, é quando você “se levanta da sua cadeira de praia e vai até a banquinha do sorvete buscar as opções de sabores”. Anúncios no Google muitas das vezes trazem leads muito mais quentes, pois são pessoas buscando aquele produto naquele momento.

#2 – Fase do processo de consumo do alvo

A diferença que acabamos de expor acima ficará ainda mais coerente, quando você entender o que vamos lhe mostrar agora.

Sem dúvidas, essa é a diferença mais nítida entre o Facebook Ads e o Google Adwords, ou seja, a fase de processo de consumo do alvo.

Isso quer dizer que o público do Ads é bastante diferente do Adwords no quesito “necessidade”, “interesse”, principalmente, porque eles estão em fases de consumo diferentes.

Por se tratar de uma rede social, muito dificilmente, um usuário do Facebook entrará na plataforma atrás de algum item para comprar de imediato, mas isso não significa que a ferramenta seja ruim para gerar vendas.

O que acontece é que o potencial consumidor se encontra na fase inicial do processo, ou seja, ele ainda não sabe que quer algo, mas através dos seus anúncios ele será impactado e começará a avançar rumo à aquisição.

Já no Adwords, o usuário está procurando o item de consumo, principalmente, se ele estiver na rede de pesquisa, isso quer dizer que, possivelmente, ele já está pronto para a aquisição, só acertando detalhes, procurando informações adicionais, preços e, óbvio, uma oferta irrecusável.

Ou seja, esse potencial cliente está mais avançado no processo de consumo, bem próximo da conversão de vendas que você almeja.

Claro, há a possibilidade dele ser impactado por seu anúncio através de publicidadeveiculada em blogs e sites parceiros do Google, caso você use a segmentação por assunto de interesse na rede de Display, mas a precisão acaba sendo um pouco menos eficaz que a do Facebook Ads.

Por isso, na grande maioria das vezes, o seu alvo no Adwords está bem mais encaminhado para o ato da compra.

#3 – Formatos de Anúncios

Essa também é uma grande diferença apontada quando comparamos as duas ferramentas de anúncios.

O Facebook Ads oferece aos anunciantes formatos de anúncios simples, mas eficazes, o primeiro e mais conhecido é aquele composto por imagem e texto. Esse tipo de campanha poderá aparecer tanto no feed de notícias, como na barra lateral da plataforma.

O segundo é em vídeo, mas ele só pode ser veiculado no feed de notícias. E o terceiro é composto, apenas, por título e texto.

O interessante aqui é que mesmo tendo poucas opções de formatos, o Facebook trabalha com tipos de objetivos de campanha, fazendo com que os resultados, realmente, sejam aparentes.

Já o Google Adwords oferece aos seus anunciantes dezenas de formatos diferentes, além da possibilidade de exibi-los nos mais diversos canais, como o Youtube, por exemplo, caso você opte por anunciar em vídeo.

Claro que essa variedade entrega aos usuários da plataforma um excelente retorno em suas campanhas.

Dentre os formatos disponíveis estão os anúncios em banner, que podem ter tamanhos bem diferentes, somente texto, texto e foto, vídeo, link e texto.

Apesar das duas plataformas oferecerem o remarketing aqueles anúncios que “perseguem” o usuário que já teve contato com o seu negócio, o recurso do Adwords funciona dentro do Facebook, mas o do Ads não é extensível à plataforma do Google.

É isso! Ainda há algumas pesquisas, como a da Social Media Today, que colocam o Adwords como ganhador no quesito alcance de usuários, por exemplo, mas isso dependerá muito do seu tipo de negócio e qual objetivo você busca com a sua campanha, afinal, quantidade não quer dizer, necessariamente, qualidade.

Assim como um estudo da mesma empresa aponta que o Facebook tem custo mais baixo em cerca de 30% que outras ferramentas de anúncios.

Quando for pensar em anunciar e precisar elaborar campanhas para cada plataforma, tenha em mente que o Facebook Ads é muito eficaz em estratégias que visam aumentar o volume de leads, posicionar marca, conectar clientes, gerar interesse e construir uma boa relação com usuários que se transformarão não só em consumidores, mas em fãs.

Já o Google Adwords é extremamente eficiente para campanhas que tem o objetivo de gerar conversões de maneira geral, como vendas, captação de leads, atração de tráfego, downloads de aplicativos, e-books, entre outros.

Esperamos que você tenha gostado desse conteúdo e que ele tenha sido relevante.

Deu pra entender certinho? Se não, deixe um comentário que podemos explicar melhor.

 

Forte abraço, a gente se vê por aí!

 

 

Deixe uma resposta

Fechar Menu